Vinhos do Brasil presentes em exposições do Reino Unido

Segundo maior importador de vinhos no mundo, país se consolida entre os principais destinos de rótulos verde-amarelos, com crescimento de 87,5% no valor exportado em 2016 na comparação com o ano anterior

 

No ano passado, as exportações brasileiras de vinhos para o Reino Unido aumentaram 87,55% em relação a 2015, atingindo US$ 760,4 mil, segundo dados do Sistema de Inteligência da Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil). O resultado consolida o Reino Unido como o terceiro principal destino dos vinhos e espumantes brasileiros e o coloca em posição de destaque no calendário promocional do projeto de divulgação internacional Wines of Brasil, desenvolvido pelo Instituto Brasileiro do Vinho (Ibravin) em parceria com a Apex-Brasil.


O Wines of Brasil dá a largada nas atividades de promoção na terra da rainha. Em Manchester e Londres, respectivamente, 12 vinícolas irão expuseram seus produtos no Sitt Spring UK. Essa é a quinta participação consecutiva do Wines of Brasil na iniciativa, que consiste em eventos de degustação voltados para jornalistas e profissionais de importação do setor. A expectativa é que sejam concretizados negócios estimados em US$ 200 mil. Estiveram presentes as empresas Aurora, Basso, Campos de Cima, Casa Perini, Cave Geisse, Domno, Don Guerino, Famiglia Valduga, Grupo Miolo, Pizzato, Salton e Sanjo.


“A presença no mercado britânico é estratégica, pois ele ajuda a posicionar os produtos nos demais países europeus. Ainda estamos sendo descobertos pelos consumidores, mas já temos um bom aval de especialistas. No ano passado, a revista Decanter publicou uma matéria de peso, com oito páginas, sobre os rótulos brasileiros”, pondera Diego Bertolini, gerente de Promoção dos Mercados Interno e Externo do Ibravin.
O gosto por vinhos com menor teor alcóolico e frutados, assim como a curiosidade dos consumidores britânicos, irlandeses, escoceses e galeses por rótulos novos, são alguns dos motivos apontados por importadores para explicar a aceitação dos produtos brasileiros no país. Atualmente, existem cerca de 30 milhões de consumidores regulares de vinho no Reino Unido.


“Os rótulos brasileiros são uma boa surpresa para os britânicos. A produção de vinhos é bastante séria, os níveis de álcool não são altos, e os produtos apresentam frescor e elegância”, observa Alex Davies, comprador da Virgin Wines, uma das principais lojas varejistas online da Europa.


Davies esteve na Serra Gaúcha, no início de fevereiro, entre os dias 6 e 11, a convite do Wines of Brasil, em busca de novas vinícolas para o seu portfólio. Sua principal aposta são os espumantes brasileiros, que já são reconhecidos por experts internacionais como de excelente qualidade a custo competitivo. “Há quatro anos foram comercializadas 50 mil garrafas de Prosseco (espumante) no Reino Unido e, em 2016, foram 300 mil. Há muito espaço para se trabalhar o produto brasileiro no país”, informa ele, que visitou e degustou rótulos de 11 vinícolas gaúchas.


O Wines of Brasil também firmou uma parceria com a Virgin Wines para uma série de ações de promoção, ao longo do ano, na Inglaterra. Entre elas estão três eventos de degustação nas cidades de Leeds (setembro), Londres (outubro) e Norwich (novembro). Em 2016, as exportações brasileiras apresentaram alta no valor de 45%, totalizando US$ 5,9 milhões, e no volume, de 43%, com 2,2 milhões de litros.

 

Compartilhe no Facebook
Compartilhe no Twitter
Please reload

Circulação dirigida em Brasília, municípios goianos do Entorno do Distrito Federal e Goiânia. As matérias assinadas não representam, necessariamente, o ponto de vista deste jornal, sendo estas de responsabilidade de seus autores.

Matriz (Brasília): Qd. 2, Conjunto G, Casa 25, Candangolândia - CEP 71725-207 / Sucursal (Luziânia): Rua Padre Primo, sala 03, nº 67, Centro


Editora Comunicação e Marketing Ltda - Fone: 61 9 8124-1033 CEP 72800-620

  • whats
  • Facebook - Grey Circle
  • Twitter - Grey Circle
  • YouTube - Grey Circle
  • Instagram - Grey Circle