Entre em contato via e-mail, Whatsapp ou redes sociais:

Circulação dirigida em Brasília, municípios goianos do Entorno do Distrito Federal e Goiânia. As matérias assinadas não representam, necessariamente, o ponto de vista deste jornal, sendo estas de responsabilidade de seus autores.

Matriz (Brasília): Qd. 2, Conjunto G, Casa 25, Candangolândia - CEP 71725-207 / Sucursal (Luziânia): Rua Padre Primo, sala 03, nº 67, Centro


Editora Comunicação e Marketing Ltda - Fone: 61 9 8124-1033 CEP 72800-620

  • whats
  • Facebook - Grey Circle
  • Twitter - Grey Circle
  • G+ - Grey Circle
  • YouTube - Grey Circle
  • Instagram - Grey Circle

Obras da saúde serão entregues aos moradores no prazo

Pela primeira vez na história política de Luziânia vereadores oficializam programa de visita e fiscalização as obras do município com a finalidade de mostrar à população a verdadeira situação em que se encontram os empreendimentos realizados pelo governo municipal. Os vereadores e toda comitiva estiveram no canteiro de obras do Hospital Regional, e em seguida, foram a Unidade Básica de Saúde do Setor Leste e, por último, ao Centro Especializado em Reabilitação.

 

Além de representantes da imprensa local, a comitiva de vereadores foi acompanhada pelo Presidente da Mesa Diretora, Murilo Roriz (PSD), do Presidente da Comissão de Saúde, vereador Paulinho Cabeleireiro (PSD), e do Secretário de Saúde do município, Watherson Roriz, que retirou dúvidas e esclareceu a real situação das obras. O Hospital Regional, por exemplo, está com o andamento das obras de ampliação bem avançadas, e com prazo de entrega a população, para o primeiro trimestre de 2018. E, praticamente, estão prontas, com a realização de alguns ajustes, as obras da UBS do Setor Leste e a unidade do CER, que segundo Watherson, devem ser inauguradas até junho deste ano.

 

“Este ato da Câmara não é mais do que nossa obrigação”, afirmou Murilo Roriz, ao destacar que a atual gestão do Legislativo não tem medo da transparência. Segundo o parlamentar, primeiro foi o setor de saúde, mas outras vistorias serão feitas em obras das áreas de esporte, educação, infraestrutura, entre outras. “Será uma constante esse trabalho de fiscalização e esclarecimento, à população, de todas as obras que o governo estiver realizando no município”, disse ao avaliar de muito bom o andamento das obras. “Já temos agora uma radiografia positiva das obras da saúde”, concluiu.

 

Para o presidente da Comissão de Saúde do Legislativo, vereador Paulinho Cabeleireiro, o programa é de grande relevância porque tira as dúvidas e apresenta a população a realidade dos empreendimentos em construção.

 

O Secretário Watson Roriz destacou a importância da iniciativa, porque, segundo ele, é o vereador que vai levar a comunidade o que está sendo feito, e mostrar como andam as obras do município. Watherson lembrou que o governo Cristóvão desapropriou uma área de quatro mil metros quadrados para ampliação do hospital, dobrando sua capacidade de atendimento, inclusive com área para capela ecumênica, auditório e lava jato especial para as ambulâncias da unidade.

 

Além da estrutura física, o hospital está passando por uma completa restruturação em seu pessoal da saúde, recursos humanos e mobiliário. “Teremos um hospital bem equipado e com profissionais capacitados para realizar um bom atendimento à população”, afirmou ao lembrar que a unidade foi construída na década de 80 e que estava defasada. “Fizemos praticamente outro hospital já que aproveitamos muito pouco de sua antiga estrutura”, disse.

 

Município ganhará duas novas unidades até junho deste ano

Os moradores de Luziânia vão ganhar até junho deste ano a Unidade Básica de Saúde (UBS), no Setor Leste, e o Centro Especializado em Reabilitação, no Setor Aeroporto – Foi o que informou aos vereadores o secretário Watherson Roriz, durante a visita as duas unidades. A UBS, intitulada de upinha, por alguns profissionais de saúde, está em fase de conclusão e com a cara de um mini hospital. “Nunca tivemos um investimento tão grande na área de saúde” frisou Watherson.

 

Bem mais adiantadas estão as obras do CER, onde coincidentemente, com a presença da imprensa e dos vereadores, na mesma hora, chegou também aquela unidade, um caminhão com parte do mobiliário. Watherson mostrou as dependências internas, destacando algumas peculiaridades, como a área de humanização, o material de primeira aplicado na obra, e as amplas e arejadas salas para os pacientes. Um dado curioso, segundo Watherson, é que sobraram R$ 600 mil, dos R$ 5 milhões destinados à obra. “Esse dinheiro está sendo aplicado na construção de uma piscina de hidroterapia”, informou. Os vereadores ficaram satisfeitos com o que viram e ouviram.

 

Hospital Regional

  • As obras estão bem avançadas e devem ficar prontas no primeiro trimestre de 2018, ou seja, até março do próximo ano o hospital será entregue à população;
     

  • Ficaram paradas por algum tempo por entrave no repasse dos recursos federais da Caixa Econômica;
     

  • Atualmente cerca de 80 operários estão trabalhando diuturnamente para conclusão das obras dentro do prazo;
     

  • Na verdade, não se trata de reforma e ampliação, mas sim, da construção de um novo hospital, uma vez que todas as paredes foram derrubadas e novas estão sendo erguidas em sua edificação;
     

  • O hospital, praticamente, duplicará de tamanho e de estrutura. Antes existiam 40 leitos e agora passará para 80 leitos;
     

  • O hospital do Jardim Ingá foi readaptado e equipado para prestar atendimento até o Hospital Regional ficar pronto;
     

  • A UPA de Luziânia funciona como o grande pronto socorro do Hospital Regional e deve continuar assim com o pré-atendimento.

Compartilhe no Facebook
Compartilhe no Twitter
Please reload