Com a palavra Nestor Bastos

Fundo do poço

O maior hospital público do País - O Hospital São Paulo, na Capital paulista, convive com os mesmos problemas de outras unidades de saúde pública espalhadas pelo território nacional. O material básico, como esparadrapos, gazes, seringas, dentre outros, estão em falta naquele que seria, ou melhor, que foi referência em atendimento público de saúde do País. Estamos à beira do colapso ou indo para o fundo do poço?


Território de restrições

Portas giratórias ou portas com detector de metais, utilizadas em bacos e instituições financeiras, agora estão sendo implantadas no comércio de Luziânia, no Entorno de Brasília. Uma maneira desesperada que os comerciantes estão encontrando para se proteger contra os assaltos e roubos que estão virando rotina em todos os municípios brasileiros. Se a moda pega, daqui a algum tempo, o Brasil inteiro se transformará em um grande território de restrições.


Grande teatro

Quanto mais mexe a Lava Jato, mais podridão aparece. Agora surge o nome do senador Aécio Neves como mais um político que recebeu propina da Odebrecht. E como todos os outros, o político mineiro se defende, e se diz inocente. Não sei onde vamos parar! Será que todos os envolvidos na Lava Jato são inocentes? Ou o povo brasileiro sofre de demência?


Via dolorosa do brasileiro

Estamos vivendo tempos difíceis. Além do desemprego que beira a casa dos 13 milhões de desempregados, o povo brasileiro enfrenta uma verdadeira “via dolorosa” com a falta de saúde, educação, segurança pública e outros serviços públicos de responsabilidade dos nossos governos. Alguns municípios, é claro, sofrem mais que outros, mas o cardápio do sofrimento é o mesmo. Quem devemos punir para resgatar os nossos direitos? Essa resposta somente terá efeito nas urnas das próximas eleições.


E a febre amarela...

Goiás entra agora no rol dos Estados com suspeitas de surto da febra amarela. Essa triste notícia foi dada semana passada após a morte de um macaco ocorrida no zoológico de Goiânia. Tem muita gente apavorada e como medo, tanto da doença, como da contraindicação da vacina. O melhor mesmo é evitar as áreas de risco, e ficar em casa, sem esquecer que ainda temos o velho mosquito transmissor da Dengue, Zica Virus e Chicogunhya.


Temer não cai

Acredito que a chapa Dilma-Temer, das eleições de 2014, não será cassada como queria o PSDB (hoje não quer mais). Portanto, o Presidente Michel Temer não sofrerá as mesmas consequências da ex-presidente Dilma Rousseff. Não há interesse de ninguém acabar com o governo tampão, de Temer, a não ser, por parte do PT, aliados e simpatizantes. O melhor é deixar do jeito como está, o governo fazer seus remendos, e esperar um ano e pouco, até as eleições de 2018, quando o eleitor terá novamente, nas urnas, a oportunidade de mudar os rumos definitivos desse País.

8 visualizações0 comentário