Entre em contato via e-mail, Whatsapp ou redes sociais:

Circulação dirigida em Brasília, municípios goianos do Entorno do Distrito Federal e Goiânia. As matérias assinadas não representam, necessariamente, o ponto de vista deste jornal, sendo estas de responsabilidade de seus autores.

Matriz (Brasília): Qd. 2, Conjunto G, Casa 25, Candangolândia - CEP 71725-207 / Sucursal (Luziânia): Rua Padre Primo, sala 03, nº 67, Centro


Editora Comunicação e Marketing Ltda - Fone: 61 9 8124-1033 CEP 72800-620

  • whats
  • Facebook - Grey Circle
  • Twitter - Grey Circle
  • G+ - Grey Circle
  • YouTube - Grey Circle
  • Instagram - Grey Circle

Vitti quer aproximar Assembleia da sociedade

O presidente da Assembleia Legislativa, José Vitti (PSDB), fez a abertura oficial do programa de formação política Deputado Jovem, dia 03 de maio, no auditório Galileu da Universidade Uni-Anhanguera. O projeto contou com a adesão de 71 alunos.


Ao falar aos estudantes do curso de Direito da Uni-Anhanguera, Vitti discorreu sobre o papel institucional do Poder Legislativo, especialmente para a estabilidade do processo democrático. Ele destacou a importância participação da universidade e dos setores organizados da sociedade no trabalho do Parlamento.


“Um dos pontos bases da nossa gestão é aproximar o Legislativo da sociedade. Uma das formas mais apropriadas para isso é ampliar a integração da Assembleia Legislativa, por meio de projetos como o Deputado Jovem, para que possamos debater e mostrar a nossa realidade. E, também, para aproximar os estudantes universitários do dia-a-dia dos parlamentares”, afirmou.


Vitti abordou a questão da reforma política, que está em fase de discussão no Congresso Nacional, e comentou a exposição negativa da classe política nos últimos tempos. “O nosso desafio hoje é separar o joio do trigo. Só existe uma forma de excluir da política as pessoas que não prestam - e essa forma é o voto consciente e criterioso, que contemple as pessoas honestas”, frisou.


O reitor da Uni-Anhanguera, Joveny Sebastião Candido de Oliveira, disse o projeto é muito válido para os alunos. “É importante porque agrega à formação dos alunos mais conhecimento de cidadania, principalmente neste momento político que estamos vivenciando. Quando um aluno se insere na atividade política, ele se torna muito mais permeável a boas ideias e aos procedimentos corretos e éticos que devem presidir a vida política”, explicou.


Aluno do 5° período de Direito, Gustavo de Assis Souza, que também é presidente do Centro acadêmico, falou sobre a expectativa da experiência da atividade na Assembleia Legislativa. “O mais interessante do projeto é que ele dá a abertura para que os estudantes conheçam os trâmites dos projetos de lei, abrindo inclusive possibilidade de despertar interesse de ter uma carreira parlamentar.”

Compartilhe no Facebook
Compartilhe no Twitter
Please reload