Política ao pé da Letra

Diretor geral da PF pode ser substituído

O diretor-geral da Polícia Federal, Leandro Daiello, poderá ser substituído nos próximos dias pelo novo ministro da Justiça, Torquato Jardim.  É o que se pode entender da afirmação do substituto de Omar Serraglio, demitido do cargo no domingo 29 de maio.  Questionado sobre uma possível troca de comando o ministro afirmou que “uma eventual troca no comando da PF não significaria um freio à Lava Jato”.

 

Daniello está na direção da Polícia Federal desde 2011 e comanda a operação que investiga o presidente Michel Temer e oito de seus ministros.

 

Foro privilegiado

O foro por prerrogativa de função deve ser aplicado apenas aos crimes cometidos durante o exercício do cargo e relacionado às funções desempenhadas. Essa é a proposta do Ministro do Supremo Luís Roberto Barroso que foi a plenário da Corte para julgamento ontem, 31/05. A sessão foi interrompida pelo adiantado da hora e a proposta, que tem o apoio integral do Procurador Geral da República, Rodrigo Janot, deverá ser votada hoje (1/6).

 

Agora é caso de polícia

O Supremo Tribunal Federal autorizou que o presidente seja interrogado pela PF. Ele terá 24 horas para se manifestar, por escrito, no inquérito em que é investigado sob suspeita de corrupção.

 

Com Gilmar Mendes fora, Aécio pode ser preso

O ministro Marco Aurélio Mello será o novo relator do inquérito que investiga o senador afastado Aécio Neves (PSDB-MG) no Supremo Tribunal Federal (STF) com base na delação dos empresários do Grupo J&F, da empresa JBS. O inquérito foi redistribuído por sorteio eletrônico após o ministro Edson Fachin entender que a investigação não tem relação com a Operação Lava-Jato. Semana que vem será levado ao Plenário do STF o pedido da Procuradoria-Geral da República para que seja revista a decisão de não prender o parlamentar tucano.

 

Aécio e sua defesa torciam para que o inquérito ficasse com o amigo de longa data, ministro Gilmar Mendes.

 

Emenda das “Diretas já” aprovada no senado

A pressão popular vista em todo o Brasil no dia 24 de maio e que levou milhões de manifestantes às ruas do país começa a gerar seus efeitos políticos. A Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado aprovou, nesta quarta-feira, proposta de emenda constitucional (PEC) que prevê a realização de eleição direta para presidente e vice-presidente da República em caso de vacância dos cargos nos três primeiros anos do mandato.

 

A matéria, que é fonte de muita controvérsia jurídica, foi encaminhada para o plenário do Senado e ainda precisa passar pela Câmara.

 

Karlos Cabral assume comissão de educação, cultura e esporte

O deputado Karlos Cabral (PDT) assumiu no mês de maio a presidência da Comissão de Educação, Cultura e Esportes da Assembleia Legislativa goiana.

 

Ao tomar posse o deputado agradeceu a oportunidade de presidir uma das principais Comissões da Assembleia Legislativa de Goiás. A vice-presidência da Comissão ficou a cargo do deputado Virmondes Cruvinel (PPS).

Compartilhe no Facebook
Compartilhe no Twitter
Please reload

Circulação dirigida em Brasília, municípios goianos do Entorno do Distrito Federal e Goiânia. As matérias assinadas não representam, necessariamente, o ponto de vista deste jornal, sendo estas de responsabilidade de seus autores.

Matriz (Brasília): Qd. 2, Conjunto G, Casa 25, Candangolândia - CEP 71725-207 / Sucursal (Luziânia): Rua Padre Primo, sala 03, nº 67, Centro


Editora Comunicação e Marketing Ltda - Fone: 61 9 8124-1033 CEP 72800-620

  • whats
  • Facebook - Grey Circle
  • Twitter - Grey Circle
  • YouTube - Grey Circle
  • Instagram - Grey Circle