Entre em contato via e-mail, Whatsapp ou redes sociais:

Circulação dirigida em Brasília, municípios goianos do Entorno do Distrito Federal e Goiânia. As matérias assinadas não representam, necessariamente, o ponto de vista deste jornal, sendo estas de responsabilidade de seus autores.

Matriz (Brasília): Qd. 2, Conjunto G, Casa 25, Candangolândia - CEP 71725-207 / Sucursal (Luziânia): Rua Padre Primo, sala 03, nº 67, Centro


Editora Comunicação e Marketing Ltda - Fone: 61 9 8124-1033 CEP 72800-620

  • whats
  • Facebook - Grey Circle
  • Twitter - Grey Circle
  • G+ - Grey Circle
  • YouTube - Grey Circle
  • Instagram - Grey Circle

Defesa quer que Justiça acate decisão da ONU

 

Os advogados de defesa do ex-presidente Lula entraram com dois recursos para tentar assegurar a candidatura do petista à Presidência da República. Um dos recursos foi apresentado no Tribunal Superior Eleitoral e outro no Superior Tribunal Federal (Lula já foi considerado inelegível pelo TSE). A defesa alega que a decisão do Comitê de Direitos Humanos da ONU (pede a liberdade de Lula) deve ser acatada pelo Brasil, argumento que foi rejeitado pela maioria dos ministros do TSE. Apenas Fachin votou pela candidatura de Lula contra outros seis magistrados.

Compartilhe no Facebook
Compartilhe no Twitter
Please reload