Entre em contato via e-mail, Whatsapp ou redes sociais:

Circulação dirigida em Brasília, municípios goianos do Entorno do Distrito Federal e Goiânia. As matérias assinadas não representam, necessariamente, o ponto de vista deste jornal, sendo estas de responsabilidade de seus autores.

Matriz (Brasília): Qd. 2, Conjunto G, Casa 25, Candangolândia - CEP 71725-207 / Sucursal (Luziânia): Rua Padre Primo, sala 03, nº 67, Centro


Editora Comunicação e Marketing Ltda - Fone: 61 9 8124-1033 CEP 72800-620

  • whats
  • Facebook - Grey Circle
  • Twitter - Grey Circle
  • G+ - Grey Circle
  • YouTube - Grey Circle
  • Instagram - Grey Circle

Alexandrino anuncia medidas austeras para deixar a saúde pública de Goiás enxuta

 O secretário de Saúde de Goiás, Ismael Alexandrino, declarou que a dívida de R$ 720 milhões que atinge a saúde pública do Estado é muito preocupante. Segundo ele, o valor é significativo e compromete as futuras ações da pasta. “O rombo é maior do que imaginávamos, e até agora é o que foi apurado. Espero não ter mais surpresas com relação a acréscimos nesse valor”, disse. Mesmo com a dívida, o secretário reafirmou o compromisso de fazer uma gestão moderna e transparente para qualificar a saúde pública do Estado. Alexandrino afirmou que tomará medidas extremamente austeras, como a revisão de contratos, tanto em relação aos valores como em relação às necessidades desses contratos vigentes e vai ainda diminuir o quadro de pessoal para deixar a administração mais enxuta.

Compartilhe no Facebook
Compartilhe no Twitter
Please reload