Governador Caiado adota medida extrema para recompor as contas públicas

O governador de Goiás, Ronaldo Caiado (DEM), decretou estado de calamidade financeira por pelo menos seis meses. Nesse período o governo goiano poderá renegociar contratos com fornecedores e suspender serviços não essenciais. Assim que o decreto for aprovado, a Secretaria de Estado de Gestão e Planejamento de Goiás terá mais liberdade para remanejar recursos e adotar as medidas que considerar necessárias para reequilibrar as contas estaduais. A medida extrema precisa ser aprovada pela Assembleia Legislativa. A expectativa dos goianos é que governador fale menos e trabalhe mais.

1 visualização0 comentário