Entre em contato via e-mail, Whatsapp ou redes sociais:

Circulação dirigida em Brasília, municípios goianos do Entorno do Distrito Federal e Goiânia. As matérias assinadas não representam, necessariamente, o ponto de vista deste jornal, sendo estas de responsabilidade de seus autores.

Matriz (Brasília): Qd. 2, Conjunto G, Casa 25, Candangolândia - CEP 71725-207 / Sucursal (Luziânia): Rua Padre Primo, sala 03, nº 67, Centro


Editora Comunicação e Marketing Ltda - Fone: 61 9 8124-1033 CEP 72800-620

  • whats
  • Facebook - Grey Circle
  • Twitter - Grey Circle
  • G+ - Grey Circle
  • YouTube - Grey Circle
  • Instagram - Grey Circle

Ministro quer zerar déficit orçamentário do País em meta ousada ainda este ano

 A reforma da Previdência, as concessões de petróleo e as privatizações permitirão ao governo zerar o déficit orçamentário este ano – A afirmação foi feita pelo ministro da Economia, Paulo Guedes, em Davos, na Suíça. Guedes, no entanto, ressaltou que o País precisa levar adiante reformas estruturais que reduzam o gasto público para que essa redução seja sustentável nos próximos anos. O Ministro classificou a democracia brasileira como “vibrante” e disse que o país precisa romper a armadilha do baixo crescimento. Segundo Guedes, metade dos recursos para zerar o déficit orçamentário virá da reforma da Previdência, a outra metade, das concessões de petróleo, principalmente da camada pré-sal, e de privatizações de estatais. 

Compartilhe no Facebook
Compartilhe no Twitter
Please reload