Ministro quer zerar déficit orçamentário do País em meta ousada ainda este ano

A reforma da Previdência, as concessões de petróleo e as privatizações permitirão ao governo zerar o déficit orçamentário este ano – A afirmação foi feita pelo ministro da Economia, Paulo Guedes, em Davos, na Suíça. Guedes, no entanto, ressaltou que o País precisa levar adiante reformas estruturais que reduzam o gasto público para que essa redução seja sustentável nos próximos anos. O Ministro classificou a democracia brasileira como “vibrante” e disse que o país precisa romper a armadilha do baixo crescimento. Segundo Guedes, metade dos recursos para zerar o déficit orçamentário virá da reforma da Previdência, a outra metade, das concessões de petróleo, principalmente da camada pré-sal, e de privatizações de estatais.

1 visualização0 comentário