Tragédia volta a se repetir com barragem de minério em Minas Gerais

Após três anos da tragédia causada pelo rompimento da barragem de minério em Mariana, a mesma situação se repete, desta vez com a barragem da Mina Feijão, na cidade de Brumadinho, na região metropolitana de Belo Horizonte. O governo de Minas Gerais confirma sete mortes, mas a expectativa é de que haja mais de duzentas vítimas já que centenas de pessoas estão desaparecidas na localidade do desastre. Nove pessoas foram retiradas da lama com vida e mais 100 que estavam ilhadas também foram resgatadas. O presidente da Vale, empresa responsável, Fábio Schvartsman, disse que a tragédia é mais humana do que ambiental. O governo federal já tomou todas as providências no que diz respeito ao atendimento as vítimas.

1 visualização0 comentário