Gustavo Bebianno é exonerado após ser o pivô do desconforto no governo

A exoneração de Gustavo Bebianno Rocha do cargo de ministro-chefe da Secretaria-Geral da Presidência da República foi publicada nesta terça-feira, dia 19 de fevereiro, no Diário Oficial da União. A decisão de Bolsonaro, segundo o porta-voz da Presidência, Otávio do Rêgo Barros, a exoneração de Bebianno “é de foro íntimo”. Em um vídeo de mais de um minuto o Presidente agradeceu a colaboração do ex-ministro e atribui a mal-entendidos os motivos pelos quais ele foi exonerado. Floriano Peixoto, secretário executivo da Secretaria-Geral da Presidência, assume de forma definitiva o comando a Pasta que é responsável pela implementação de medidas para modernizar a administração do governo e avançar em projetos em curso. É uma das pontes entre o Palácio do Planalto e a sociedade.

1 visualização0 comentário