Entre em contato via e-mail, Whatsapp ou redes sociais:

Circulação dirigida em Brasília, municípios goianos do Entorno do Distrito Federal e Goiânia. As matérias assinadas não representam, necessariamente, o ponto de vista deste jornal, sendo estas de responsabilidade de seus autores.

Matriz (Brasília): Qd. 2, Conjunto G, Casa 25, Candangolândia - CEP 71725-207 / Sucursal (Luziânia): Rua Padre Primo, sala 03, nº 67, Centro


Editora Comunicação e Marketing Ltda - Fone: 61 9 8124-1033 CEP 72800-620

  • whats
  • Facebook - Grey Circle
  • Twitter - Grey Circle
  • G+ - Grey Circle
  • YouTube - Grey Circle
  • Instagram - Grey Circle

Ministro Vélez fala de mais e causa “terremoto” desnecessário no Planalto

 Após três comunicados, o Ministério da Educação encaminhou aos colégios nota suspendendo o pedido de filmagem de estudantes, o pedido do envio dos vídeos por e-mail e o fim da leitura do slogan Brasil acima de tudo. Deus acima de todos! O novo texto encaminhado aos diretores e diretoras de escolas informa que por questões técnicas de armazenamento e de segurança, o ministro Ricardo Vélez Rodríguez decidiu suspender o pedido de filmagem e de envio dos vídeos por e-mail”. O ministro da Educação, Ricardo Vélez, reconheceu que houve um equívoco. A verdade é que o Ministro Vélez “pisou na bola” feio e provocou um “terremoto” desnecessário no governo Bolsonaro. É bom agir mais e falar menos!

Compartilhe no Facebook
Compartilhe no Twitter
Please reload