Bolsonaro promete atuar para trazer de volta a democracia da Venezuela

No encontro com Juan Guaidó (Presidente autodeclarado interino da Venezuela), no Palácio do Planalto, o presidente Jair Bolsonaro afirmou que o Brasil vai atuar, dentro da legalidade, para restabelecer a democracia no país vizinho. Segundo Bolsonaro, o governo não poupará esforços para que a democracia seja restabelecida na Venezuela. Ele também criticou governos anteriores do Brasil por terem dado apoio ao presidente Nicolás Maduro. Guaidó agradeceu o apoio do governo brasileiro na ajuda humanitária e classificou o encontro como um marco no resgate das relações entre os dois países. Guaidó citou também o número de 300 mil venezuelanos em situação de “emergência de morte” e outros 3 milhões em risco humanitário em decorrência da crise política e econômica que afeta os venezuelanos.

1 visualização0 comentário