Magistrados do STF traem o povo brasileiro ao “proteger” bandidos de colarinho branco

 A transferência de competência dos crimes de colarinho branco (lavagem de dinheiro, caixa 2 etc..) da Polícia Federal para a Justiça Eleitoral é uma rasteira na Operação Lava Jato que completou domingo, dia 17, cinco anos de atuação. Essa transferência de responsabilidade decidida pelo STF é uma traição ao povo brasileiro que tem defendido e apoiado o combate a corrupção em todo País. Nesses cinco anos de Lava Jato foram concretizadas 242 condenações e R$ 2,5 bilhões retornaram aos cofres da Petrobras - dinheiro desviado do maior esquema de corrupção da história do País, implantado pela esquerda Brasileira, que tem hoje seu principal líder, preso, e que cumpre prisão de mais de 12 anos, em apenas um dos processos. Alguns magistrados do STF tem demonstrado de forma explícita, em cada sessão, suas raízes esquerdistas, por isso o impeachment de alguns de seus integrantes é mais que necessário, pois o povo brasileiro não pode se tornar refém desses “esquerdopatas” que acham que estão acima da lei. A operação Lava Toca deve ser implantada com urgência para que o País reconquiste sua plena democracia. 

Compartilhe no Facebook
Compartilhe no Twitter
Please reload

  • whats
  • Facebook - Grey Circle
  • Twitter - Grey Circle
  • YouTube - Grey Circle
  • Instagram - Grey Circle

Entre em contato via e-mail, Whatsapp ou redes sociais:

Circulação dirigida em Brasília, municípios goianos do Entorno do Distrito Federal e Goiânia. As matérias assinadas não representam, necessariamente, o ponto de vista deste jornal, sendo estas de responsabilidade de seus autores.

Matriz (Brasília): Qd. 2, Conjunto G, Casa 25, Candangolândia - CEP 71725-207 / Sucursal (Luziânia): Rua Padre Primo, sala 03, nº 67, Centro


Editora Comunicação e Marketing Ltda - Fone: 61 9 8124-1033 CEP 72800-620