Brasil já acolhe mais de 70 desertores das forças militares do governo Maduro

O porta-voz da Presidência da República, Otávio Rêgo Barros, informou na terça-feira, dia 30, que 25 militares venezuelanos de baixa patente pediram asilo na embaixada brasileira em Caracas, atualmente, o país acolhe 70 desertores venezuelanos. Barros também citou a Medida Provisória 880, publicada em edição extra do Diário Oficial da União, que abre crédito extraordinário em favor do Ministério da Defesa, no valor de R$ 223,853 milhões. A verba se destina à assistência emergencial e ao acolhimento humanitário de venezuelanos no país. O orçamento é destinado à manutenção da Operação Acolhida, que atende a venezuelanos na fronteira com o Brasil. Ao descartar uma intervenção brasileira no país vizinho, Rêgo Barros comentou a dificuldade em obter informações sobre a situação na Venezuela: “Há, de fato, uma real dificuldade de identificar qual é a real situação hoje na Venezuela, que possa ser abertamente colocada em público”. Ele reiterou a nota do governo brasileiro que faz um chamado a outros países para apoiarem o presidente autoproclamado da Venezuela, Juan Guaidó.

0 visualização0 comentário