Levy pede demissão do BNDES após nomear um diretor petista

O presidente do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), Joaquim Levy, pediu domingo, dia 16, demissão do cargo. Em mensagem enviada ao ministro da Economia, Paulo Guedes, Levy solicitou desligamento da presidência do banco e disse esperar que o ministro aceite. Levy agradeceu ainda aos funcionários do BNDES, que segundo ele, têm colaborado com energia e seriedade para transformar o banco. Levy estava "com a cabeça a prêmio” há algum tempo pelo Presidente Bolsonaro e o descontentamento ficou maior após nomeação do advogado Marcos Barbosa Pinto para o cargo de diretor de Mercado de Capitais do BNDES, responsável pelos investimentos do BNDESPar, braço de participações acionárias do banco de fomento, que administra carteira superior a R$ 100 bilhões. O presidente pediu que Levy demitisse o diretor. Para Bolsonaro, o nome não era de confiança, e “gente suspeita” não poderia ocupar cargo em seu governo.

0 visualização0 comentário