Entre em contato via e-mail, Whatsapp ou redes sociais:

Circulação dirigida em Brasília, municípios goianos do Entorno do Distrito Federal e Goiânia. As matérias assinadas não representam, necessariamente, o ponto de vista deste jornal, sendo estas de responsabilidade de seus autores.

Matriz (Brasília): Qd. 2, Conjunto G, Casa 25, Candangolândia - CEP 71725-207 / Sucursal (Luziânia): Rua Padre Primo, sala 03, nº 67, Centro


Editora Comunicação e Marketing Ltda - Fone: 61 9 8124-1033 CEP 72800-620

  • whats
  • Facebook - Grey Circle
  • Twitter - Grey Circle
  • G+ - Grey Circle
  • YouTube - Grey Circle
  • Instagram - Grey Circle

GDF vai impulsionar a industrialização do Polo JK, próximo a Valparaíso de Goiás

 Desenvolver o Polo JK é um dos objetivos do Governo do Distrito Federal. Na quinta-feira, dia 25 de julho, o governador em exercício, Paco Britto, participou da entrega de dois transformadores de energia que colaboram para a evolução da região. Os equipamentos serão instalados na subestação de energia da Companhia Energética de Brasília (CEB), localizada em Santa Maria, ainda em fase de construção. Acompanhado do secretário de Desenvolvimento Econômico, Ruy Coutinho, e do presidente da CEB, Edson Garcia, Paco Britto visitou as instalações da subestação e se mostrou animado com as oportunidades que a obra e os transformadores vão possibilitar.

“Essa obra estava parada há 10 anos. As empresas não podiam vir por falta de carga e energia. Agora, as que quiserem vir para o DF vão poder gerar emprego e desenvolvimento. Não faltarão energia e carga”, disse ao lembrar da estrutura deficitária que os empreendimentos instalados no Polo JK dispõem.

As edificações da subestação vão viabilizar e garantir ao Polo energia elétrica suficiente para atração de novos investimentos naquela área, proporcionando a instalação de novas indústrias e, consequentemente, colaborando para o desenvolvimento necessário ao local. Se fossem utilizadas para abastecer residências, por exemplo, a capacidade do local seria para atender 80 mil residências.

Essas obras foram divididas em três etapas. A primeira é a construção da subestação – com entrega prevista para março de 2020 –, seguida pela instalação e funcionamento dos transformadores. Por fim, a linha de transmissão completará os serviços necessários para a distribuição e fornecimento de energia à região.

A energia que chegará à subestação e alimentará o Polo JK será feita através da Linha de Alimentação a ser construída ao longo da BR – 040. A CEB está em processo final de elaboração do orçamento e das especificações técnicas que irão subsidiar a elaboração do edital de licitação para a contratação dessa obra.

O financiamento do projeto é um dos geridos pela Secretaria de Desenvolvimento Econômico (SDE) em parceria com o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID). Com foco nas regiões administrativas do Gama, de Santa Maria e Ceilândia, o programa deverá executar contratos no valor de US$ 71 milhões – o equivalente a R$260 milhões.

Em março, o governador Ibaneis Rocha assinou protocolo de intenções com a empresa farmacêutica EMS S/A, para a instalação de uma fábrica do grupo no Polo de Desenvolvimento JK. A medida deve gerar 300 empregos diretos, além da expectativa de outros milhares de forma indireta, e auxiliar no desenvolvimento do Polo JK.

 

Compartilhe no Facebook
Compartilhe no Twitter
Please reload