Entre em contato via e-mail, Whatsapp ou redes sociais:

Circulação dirigida em Brasília, municípios goianos do Entorno do Distrito Federal e Goiânia. As matérias assinadas não representam, necessariamente, o ponto de vista deste jornal, sendo estas de responsabilidade de seus autores.

Matriz (Brasília): Qd. 2, Conjunto G, Casa 25, Candangolândia - CEP 71725-207 / Sucursal (Luziânia): Rua Padre Primo, sala 03, nº 67, Centro


Editora Comunicação e Marketing Ltda - Fone: 61 9 8124-1033 CEP 72800-620

  • whats
  • Facebook - Grey Circle
  • Twitter - Grey Circle
  • G+ - Grey Circle
  • YouTube - Grey Circle
  • Instagram - Grey Circle

Ibaneis “bate o pé” e vai militarizar várias escolas no Distrito Federal

 O governador Ibaneis Rocha, do Distrito Federal, afirmou que não vai abrir mão de sua decisão de implementar a gestão compartilhada com a Polícia Militar nas escolas do DF, mesmo que algumas rejeitem o modelo. As unidades escolares do Gisno, na Asa Norte, e do Centro de Ensino Fundamental 407, de Samambaia, disseram não à militarização das escolas, mas Ibaneis rebateu que o GDF fez estudos e todos os indicadores demonstram que o novo modelo vai melhorar a condição das escolas. “Vou implementar a medida. Nossa área jurídica já está preparando os pareceres que vão amparar a implementação” disse.

Segundo o governador, o processo de consulta vai continuar, mas não é determinante para a adoção do novo modelo. O objetivo dos plebiscitos, de acordo com Ibaneis, é explicar à comunidade o sistema de administração compartilhada entre a Secretaria de Educação e a pasta da Segurança. A determinação de Ibaneis ganhou mais força após o último acontecimento registrado em frente ao CEF 407 de Samambaia, onde um estudante foi esfaqueado. “O governo tem a sua posição. E vai implementar as escolas compartilhadas”, reforçou ao adiantar que até o fim de seu governo o GDF vai instalar pelo menos 40 colégios militarizados no DF.

 

Compartilhe no Facebook
Compartilhe no Twitter
Please reload