Quinta e última sessão da reforma foi realizada na segunda-feira, dia 16

A quinta e última sessão de discussão da reforma da Previdência foi realizada na tarde de segunda-feira, dia 16, no plenário do Senado. Vencida essa fase, que também encerrou a apresentação de emendas ao texto, a proposta volta à Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Casa para que o relator do texto, Tasso Jereissati (PSDB-CE), analise as sugestões apresentas pelos senadores. Só depois disso a matéria será votada no plenário em primeiro turno.

Pelo calendário definido com os líderes na próxima quinta-feira, dia 19 de setembro, o relator fará a leitura de seu parecer sobre as emendas apresentadas em reunião extraordinária da CCJ e, na terça-feira, dia 24 de setembro, o parecer será discutido e votado de manhã no colegiado e, à tarde, no plenário da Casa em primeiro turno. Para ser aprovado, são necessários 49 dos 81 votos.

Já o segundo turno da PEC principal, que será antecedido de três sessões de discussão, está marcado para o dia 10 de outubro. Depois disso, se a proposta for aprovada, seguirá para promulgação pelo presidente do Congresso Nacional, senador Davi Alcolumbre (DEM-AP).

2 visualizações0 comentário