Entre em contato via e-mail, Whatsapp ou redes sociais:

Circulação dirigida em Brasília, municípios goianos do Entorno do Distrito Federal e Goiânia. As matérias assinadas não representam, necessariamente, o ponto de vista deste jornal, sendo estas de responsabilidade de seus autores.

Matriz (Brasília): Qd. 2, Conjunto G, Casa 25, Candangolândia - CEP 71725-207 / Sucursal (Luziânia): Rua Padre Primo, sala 03, nº 67, Centro


Editora Comunicação e Marketing Ltda - Fone: 61 9 8124-1033 CEP 72800-620

  • whats
  • Facebook - Grey Circle
  • Twitter - Grey Circle
  • G+ - Grey Circle
  • YouTube - Grey Circle
  • Instagram - Grey Circle

Governo vai concretizar sonho da casa própria para moradores de Ap. de Goiânia

 Mais de mil moradores de Aparecida de Goiânia estão a um passo do sonho de qualquer brasileiro: ter a casa própria, de papel passado. Dentro da agenda de políticas sociais, o governador Ronaldo Caiado fará, sábado, dia 21, a entrega de 473 escrituras e a coleta de assinaturas para o registro de outras 271 em cartório. Os goianos beneficiados são moradores do bairro Madre Germana I, no município vizinho à capital.

A solenidade será às 9 horas, no Centro Marista Divino Pai Eterno, com a presença do presidente da Agência Goiana de Habitação (Agehab), Eurípedes do Carmo, além de lideranças políticas e comunitárias da região. Diante de um extenso cronograma que envolve a área de habitação, Ronaldo Caiado define o atual governo como parceiro das pessoas. “É um sonho que vamos avançar muito em Goiás”, garantiu, referindo-se a entrega de moradias e escrituras.

A Agehab é responsável pela execução do programa de regularização fundiária urbana de interesse social das áreas de domínio do Estado. Sobre a entrega de escrituras em Aparecida de Goiânia, Eurípedes do Carmo lembra que os moradores do Madre Germana vivem há mais de 20 anos no local sem a segurança da documentação. E destaca que Caiado pediu empenho da equipe da Agehab para destravar os processos e avançar com o programa para legalizar bairros e entregar quase 30 mil escrituras que ainda estão pendentes.

As famílias do Madre Germana contempladas devem comparecer à solenidade portando documentos pessoais e a carta convocatória, enviada pela Agehab. A assinatura da escritura é feita pelo titular do imóvel e pelo cônjuge, se casado ou em união estável. A emissão é gratuita para moradores originários ou com renda de até quatro salários mínimos. O grande diferencial do programa de regularização do Estado é que a escritura entregue é registrada em cartório, também sem qualquer ônus para o beneficiário.

Em abril último, esse mesmo programa do Governo de Goiás atendeu mais de 1 mil famílias na região Noroeste de Goiânia. Na ocasião, foram entregues 322 escrituras para moradores do Jardim Curitiba e coletadas assinaturas de 764 moradores de oito bairros da região: Jardim Curitiba, São Domingos, Floresta, Primavera, Boa Vista, Vitória, São Carlos e Mutirão. Tais documentos já estão em cartório para registro. De acordo com Eurípedes, a previsão é entregar 2 mil escrituras ainda este ano.

O Madre Germana I foi fundado em 1996, a partir de um movimento de luta por moradia em área pertencente ao Estado de Goiás. O bairro é separado do Madre Germana II, localizado em Goiânia, a partir da passagem da GO-040.

 

Compartilhe no Facebook
Compartilhe no Twitter
Please reload