Entre em contato via e-mail, Whatsapp ou redes sociais:

Circulação dirigida em Brasília, municípios goianos do Entorno do Distrito Federal e Goiânia. As matérias assinadas não representam, necessariamente, o ponto de vista deste jornal, sendo estas de responsabilidade de seus autores.

Matriz (Brasília): Qd. 2, Conjunto G, Casa 25, Candangolândia - CEP 71725-207 / Sucursal (Luziânia): Rua Padre Primo, sala 03, nº 67, Centro


Editora Comunicação e Marketing Ltda - Fone: 61 9 8124-1033 CEP 72800-620

  • whats
  • Facebook - Grey Circle
  • Twitter - Grey Circle
  • G+ - Grey Circle
  • YouTube - Grey Circle
  • Instagram - Grey Circle

Ismael Alexandrino debate estadualização de alguns hospitais do interior do Estado

 A Secretaria da Saúde de Goiás debate a estadualização de unidades de saúde localizadas nos municípios de Formosa, de Jataí e de São Luís de Montes Belos, em reunião ordinária da 8ª Comissão Inrtergestores Bipartite realizada terça-feira, dia 24, no auditório da Escola de Saúde de Goiás. A pauta abordou a estadualização do Hospital Municipal de Formosa; do Hospital das Clínicas Dr. Serafim de Carvalho, em Jataí; e do Hospital Municipal Dr. Geraldo Landó, em São Luís de Montes Belos.

O secretário da Saúde de Goiás, Ismael Alexandrino, destacou que um dos critérios para um hospital municipal evoluir em estadualização é a possibilidade de oferecer serviço de Unidade de Terapia Intensiva (UTI). Além disso, existe um trâmite burocrático para ser cumprido. “Primeiro o prefeito precisa concordar; a Câmara Municipal tem que aprovar essa estadualização; o prefeito sanciona a lei; a equipe técnica do Estado avalia e dá parecer favorável ou desfavorável; aí sinalizamos para a Assembleia Legislativa, com previsão orçamentária, para depois partir para a definição de especialidades”, enumerou.

Também foi apresentado durante a reunião, detalhes da Campanha Nacional de Vacinação contra o Sarampo 2019, que será realizada do período de 7 a 25 de outubro, quando deverão ser imunizadas todas as crianças não vacinadas de seis meses a menores de cinco anos de idade. O Dia “D”, de mobilização nacional, será no dia 19 de outubro. No período de 18 a 30 de novembro serão imunizados adultos jovens, não vacinados, na faixa etária de 20 a 29 anos de idade. Para esse público, o dia D será em 30 de novembro.

 

Compartilhe no Facebook
Compartilhe no Twitter
Please reload