Magistrados não chegam a um consenso e data das eleições ainda está indefinida

 O vice procurador geral eleitoral, Renato Brill de Góes, defende que as eleições municipais deste ano sejam realizadas em 04 de outubro, no primeiro turno, e em 25 do mesmo mês, no segundo turno. O magistrado também é contrário a uma possível prorrogação dos atuais mandatos e afirma que, caso a manutenção do pleito mostre-se inviável, o adiamento não deve ultrapassar o período de 30 dias, sendo o pleito transferido para 25 de outubro (primeiro turno) e 05 de novembro em segundo turno.

Por sua vez, o presidente do Tribunal Superior Eleitoral, Luís Roberto Barroso, informou que após conversas com especialistas na área epidemiológica foi aventada a possibilidade de realização das eleições municipais entre os dias 15 de novembro e 20 de dezembro. Neste período deverão ser realizados os primeiro e segundo turnos. “Eu conversei com médicos epidemiologistas, sanitaristas, infectologistas, biólogos e até um físico especializado em estatística de pandemia. Há um certo consenso científico de que é importante o adiamento das eleições por algumas semanas”, disse.

Entretanto, a data exata da eleição, é uma deliberação política que caberá ao Congresso, mas há uma janela entre 15 de novembro e 20 de dezembro dentro da qual o TSE estará em condições de realizar adequadamente o pleito. Segundo Barro, o TSE adotará todas as medidas de segurança, inclusive uma cartilha para a proteção dos mesários e dos eleitores, de modo que esse rito importante da democracia não afete a saúde da população. A realidade é que a eleição deverá ser realizada com restrições, como a separação de votantes por faixa etária. O ministro destacou, ainda, ser possível prorrogar para os primeiros meses de 2021 a realização do sufrágio, levando em consideração a possibilidade de descontrole da pandemia até o final de 2020.


 
 

Compartilhe no Facebook
Compartilhe no Twitter
Please reload

Circulação dirigida em Brasília, municípios goianos do Entorno do Distrito Federal e Goiânia. As matérias assinadas não representam, necessariamente, o ponto de vista deste jornal, sendo estas de responsabilidade de seus autores.

Matriz (Brasília): Qd. 2, Conjunto G, Casa 25, Candangolândia - CEP 71725-207 / Sucursal (Luziânia): Rua Padre Primo, sala 03, nº 67, Centro


Editora Comunicação e Marketing Ltda - Fone: 61 9 8124-1033 CEP 72800-620

  • whats
  • Facebook - Grey Circle
  • Twitter - Grey Circle
  • YouTube - Grey Circle
  • Instagram - Grey Circle