TJGO mantém prefeito afastado e decreta o fim de uma Era política


Em nova decisão, o Tribunal de Justiça de Goiás, mantem afastado o prefeito de Luziânia, Cristóvão Tormin (PSD), por mais 120 dias. O mandado de notificação foi divulgado na sexta-feira, dia 19 de junho, dois dias antes de completar os 120 dias do primeiro afastamento ocorrido em 21 de fevereiro. O mandado foi expedido pela juíza Luciana Oliveira de Almeida e já está com a prefeita interina, Edna Aparecida (Podemos). O prefeito afastado ainda pode recorrer.

Com mais essa medida cautelar, o TJGO decreta o fim dos governos de Cristóvão Tormin, que no final deste ano completaria oito anos de dois mandatos. Caso a interina cumpra os quatro meses (120 dias), desta forma se encerra toda uma Era política marcada por muitas polêmicas, e inegavelmente, inúmeras realizações, embora muito delas, inacabadas. Por ouro lado, Edna Aparecida dará continuidade ao seu governo interino sem ainda mostrar resultados para a população, com poucas ações e, simplesmente, se limitando a inaugurar obras praticamente concluídas, deixadas por Cristóvão Tormin.

3 visualizações0 comentário