Caiado se reúne com prefeitos para discutir crescimento da covid-19 em Goiás

O governador Ronaldo Caiado (DEM) informou que vai se reunir com todos os prefeitos do Estado na próxima semana. Segundo ele, entre os assuntos do encontro virtual está a busca pelo equilíbrio entre número de casos e leitos disponíveis para pacientes da Covid-19. Caiado justificou que Goiás bateu recordes em quantidade de infectados e de mortes em 24 horas e adiantou que o Estado entra, a partir de agora até o final de julho, no período mais crítico da pandemia, e são necessárias novas ações para que não faltem leitos de UTI à população. A reunião de Caiado com prefeitos será na próxima segunda-feira (29), a partir das 8h da manhã.

O governador lembrou as medidas duras tomadas em março, quando Goiás se tornou o primeiro a adotar a quarentena como forma de evitar a disseminação do vírus, o que pode ter salvado cerca de 3 mil vidas, segundo apontou recente estudo divulgado pela Universidade Federal de Goiás (UFG).

“É momento de todos refletirem e assumirem responsabilidades. Não adianta um prefeito fazer a tarefa de casa, e outro liberar tudo, comércio, festas. As ações têm que ser unânimes”, defendeu Caiado. De acordo com o governador, se continuar como está, a média de mil casos por dia, pode dobrar.

Já está prevista, para os próximos dias, a abertura de unidades em Itumbiara, São Luís de Montes Belos, Formosa e Jataí. De acordo com o painel da Covid-19 da Secretaria Estadual de Saúde, apenas os municípios de Novo Planalto, Guarinos, Uirapuru (no norte), Palestina de Goiás e Baliza (sudoeste) e Cristianópolis (sudeste) não possuem casos da doença. A Prefeitura de Cristianópolis, no entanto, confirmou um caso de Covid-19 e um recuperado no município.

A Secretária de Saúde do Estado informou em nota que “os números são dinâmicos e passíveis de mudanças após investigação mais detalhada de cada situação” e que os “boletins são elaborados a partir dos dados inseridos nos sistemas e-SUS VE e SIVEP Gripe, do Ministério da Saúde, pelas diversas instituições de saúde cadastradas no Estado, conforme endereço de residência informado pelos usuários”.

1 visualização0 comentário