Governo federal reconhece estado de calamidade pública em Goiás

 

Em portaria assinada pelo Secretário Nacional de Proteção e Defesa Civil, Alexandre Lucas Alves, publicada no Diário Oficial da União, o governo federal reconhece estado de calamidade pública em Goiás devido a covid-19. Segundo dados da Secretaria Estadual de Saúde, Goiás já tem mais de 59 mil casos positivos da doença. Outras 118 mil notificações aguardam confirmação de diagnóstico. O estado já ultrapassou a marca de 1.450 mortes, e 56 seguem sendo investigadas.

 

O painel estadual de Covid-19 revela que 77% dos leitos de UTI específicos para coronavírus estão ocupados: dos 566 destinados à internação dos casos mais graves, 437 estão em uso. As enfermarias para Covid-19 seguem na mesma situação: têm 50% de ocupação. E dos 1.375 leitos para esse fim, 695 comportam pacientes neste momento. Os dados, no entanto, podem ser ainda maiores, já que das 360 unidades goianas de saúde, 107 não atualizaram os números nas últimas 24 horas.

 

Ainda assim, o governo de Goiás mantém o cronograma de retomada econômica. A poucos dias atrás o governador Caiado assinou decreto que prorroga, por prazo indeterminado, o funcionamento de estabelecimentos comerciais. A determinação levou em conta a nota técnica assinada pelo secretário de saúde local, Ismael Alexandrino, e que recomendou a manutenção das atividades econômicas, desde que observados os protocolos sanitários estabelecidos pela vigilância de saúde.

Uma das justificativas apresentadas para manter o comércio em atividade é que a taxa de ocupação dos leitos de UTI tem ficado abaixo de 85% nos últimos 15 dias. A nota destaca também que a determinação pode ser revista a qualquer momento, de acordo com a evolução epidemiológica da região. Com a medida, fica suspenso o período de fechamento, por 14 dias, de estabelecimentos comerciais, que começaria a valer na segunda-feira passada, 27 de julho.

 

Compartilhe no Facebook
Compartilhe no Twitter
Please reload

Circulação dirigida em Brasília, municípios goianos do Entorno do Distrito Federal e Goiânia. As matérias assinadas não representam, necessariamente, o ponto de vista deste jornal, sendo estas de responsabilidade de seus autores.

Matriz (Brasília): Qd. 2, Conjunto G, Casa 25, Candangolândia - CEP 71725-207 / Sucursal (Luziânia): Rua Padre Primo, sala 03, nº 67, Centro


Editora Comunicação e Marketing Ltda - Fone: 61 9 8124-1033 CEP 72800-620

  • whats
  • Facebook - Grey Circle
  • Twitter - Grey Circle
  • YouTube - Grey Circle
  • Instagram - Grey Circle