Presidente do Progressista em Goiás é preso por corrupção na saúde pública

 

O Presidente estadual do Progressistas, em Goiás, e atual Secretário de Transportes do governo Dória, em São Paulo, Alexandre Baldy, é preso pela Polícia Federal em operação que apura desvios na saúde envolvendo órgãos federais. Baldy também foi secretário de Indústria e Comércio do Governo de Goiás, de 2011 a 2013, deputado federal por Goiás em 2014 e atuou como ministro de estado das Cidades no governo de Michel Temer. A ação que expediu os seis mandados de prisão e onze de busca e apreensão em quatro estados foi determinada pelo Juiz federal Marcelo Bretas, do Rio de Janeiro.

A ação deflagrada nesta quinta-feira, dia 06 de agosto, intitulada de Operação Dardanários, da força tarefa da Lava Jato, também tem como alvos, além de Alexandre Baldy, está entre os envolvidos, o pesquisador da Fiocruz, Guilherme Franco Netto. Os mandados são cumpridos nas cidades de Petrópolis, no Rio de Janeiro; São José do Rio Preto; São Paulo capital; Goiânia e Brasília. Os suspeitos responderão pelos crimes de corrupção, peculato, lavagem de dinheiro e organização criminosa. Segundo a PF, dardanários são "agentes 'de negócios', atravessadores que intermediavam as contratações dirigidas".

 

 


 

 

 

Compartilhe no Facebook
Compartilhe no Twitter
Please reload

Circulação dirigida em Brasília, municípios goianos do Entorno do Distrito Federal e Goiânia. As matérias assinadas não representam, necessariamente, o ponto de vista deste jornal, sendo estas de responsabilidade de seus autores.

Matriz (Brasília): Qd. 2, Conjunto G, Casa 25, Candangolândia - CEP 71725-207 / Sucursal (Luziânia): Rua Padre Primo, sala 03, nº 67, Centro


Editora Comunicação e Marketing Ltda - Fone: 61 9 8124-1033 CEP 72800-620

  • whats
  • Facebook - Grey Circle
  • Twitter - Grey Circle
  • YouTube - Grey Circle
  • Instagram - Grey Circle