Técnica da saúde é agredida dentro do Hcamp da cidade de Catalão


Uma técnica de enfermagem foi agredida dentro do Hospital de Campanha da Covid-19 da cidade de Catalão, que está funcionando no Hospital Materno Infantil, na Rua Major Paulino, no bairro Nossa Senhora de Fátima daquele município. O fato não é nenhuma novidade, mas desta vez chamou a atenção das autoridades de saúde de todo Estado, que veem com grande preocupação o crescente do número de casos de agressões aos profissionais da saúde.

De acordo com informações da assessoria de comunicação da Prefeitura de Catalão, o fato ocorreu por volta das 20h de segunda-feira e as agressões partiram de uma mulher que estaria acompanhada de seu marido, que reclamava da demora para o resultado de uma tomografia. Segundo a diretora da Secretaria de Comunicação, Thaís Simões, este tipo de procedimento é feito em outros hospitais, como neste caso, onde o exame foi realizado em um hospital particular da cidade, deveria ter sido feito pela unidade e posteriormente enviado para o HCamp.

Em uma publicação feita pela própria Thaís Simões, a técnica de enfermagem não teria sido agredida, e sim espancada, pois a profissional da área da saúde de 51 anos de idade teria recebido agressões em seu rosto, puxões de cabelo, chutes na cabeça, tendo inclusive, uma de suas mãos quebrada. De acordo com informações, a Polícia Militar teria sido acionada por outras pessoas que estavam no HCamp, porém, devido ao horário já avançado, não conseguiu contato com a comunicação social do 18° Batalhão de Polícia Militar da cidade de Catalão para maiores detalhes sobre o que foi registrado no Boletim de Ocorrência das autoridades policiais. Porém, o que se sabe, é que o casal teria deixado o local após as agressões, e a Polícia Militar não havia conseguido localizá-los.

2 visualizações0 comentário