Lives desastrosas de pré-candidatos abrem as discussões para o Executivo


A eleição para prefeitura de Luziânia se iniciou de forma desastrosa para três dos quatro principais pré-candidatos a prefeito do município. Com lives e atuações maciças nas redes sociais, os pré-candidatos Diego Sorgatto (DEM), Wilde Cambão (PSD) e a prefeita interina, professora Edna (Podemos), não foram bem nos lançamentos de suas pré-candidaturas pela internet - instrumento que em tempos de isolamento social, para prevenção do coronavírus, se torna um forte aliado quando desempenhado com sucesso.

Na terça-feira, dia 08 de setembro, a prefeita interina anunciou o lançamento de sua pré-candidatura por meio de uma live que praticamente não aconteceu. Marcada com início às 20h, o evento virtual teve a conexão interrompida, houve “queda” de energia e de internet, que levaram seus aliados e simpatizantes suspeitarem de sabotagem contra a professora Edna. Com algumas horas de atraso a pré-candidata ainda conseguiu transmitir parte de seu recado a população.

Já o deputado estadual, Wilde Cambão (PSD), afilhado do prefeito afastado, Cristóvão Tormin (PSD), fez sua live no dia primeiro de setembro, uma transmissão muito “pobre” de conteúdo e marcada por algumas gafes que, posteriormente, se transformaram em memes nas redes sociais. Com cerca de 15 minutos de duração e um total de 1.592 visualizações no YouTube, o lançamento de sua pré-candidatura acabou em choro, com o então deputado, nitidamente, forçando a emoção. Cambão obteve 21.031 votos na última eleição para deputado estadual, até parece que seus eleitores sumiram ou seus votos derreteram.

O pré-candidato Diego Sorgatto (DEM) deu a largada às transmissões pela internet para oficializar seu nome. Ele foi o primeiro a se apresentar nas redes sociais para o lançamento de sua pré-campanha. A live realizada no dia 22 de julho teve cerca de 30 minutos e 3.290 visualizações na plataforma de vídeos, um fracasso de audiência se comparado aos 41.362 eleitores que o elegeram como deputado estadual em 2018. Somente em Luziânia obteve 16.917 votos. Será que os três candidatos foram vítimas de sabotagens? Ou o eleitor luzianiense ainda não cravou sua escolha naquele que terá a missão de comandar o Executivo municipal de 2021 a 2024?

Circulação dirigida em Brasília, municípios goianos do Entorno do Distrito Federal e Goiânia. As matérias assinadas não representam, necessariamente, o ponto de vista deste jornal, sendo estas de responsabilidade de seus autores.

Matriz (Brasília): Qd. 2, Conjunto G, Casa 25, Candangolândia - CEP 71725-207 / Sucursal (Luziânia): Rua Padre Primo, sala 03, nº 67, Centro


Editora Comunicação e Marketing Ltda - Fone: 61 9 8124-1033 CEP 72800-620

  • whats
  • Facebook - Grey Circle
  • Twitter - Grey Circle
  • YouTube - Grey Circle
  • Instagram - Grey Circle