Delegados pedem realocação depois da troca de titular da Deccor

Seis delegados da Delegacia Estadual de Combate à Corrupção (Deccor) pediram nova lotação, por meio de ofício enviado à Superintendência de Polícia Judiciária da Delegacia Geral de Polícia Civil. A decisão foi motivada por portaria que dispensou o delegado Rômulo Figueiredo de Matos da chefia da delegacia e com o passar dos dias a crise vem se agravando.

A saída de Rômulo da titularidade e o pedido de realocação de todos os delegados da Deccor aconteceu na mesma data em que foi deflagrada a Operação Stop Spooler, que investiga suposto superfaturamento de R$ 26 milhões em uma licitação do Departamento Estadual de Trânsito de Goiás (Detran-GO). O órgão informou que colabora com a Polícia Civil nas investigações e que é apurado um contrato antigo de impressão de documentos.

Em nota, a Polícia Civil do Estado de Goiás afirmou que a alteração de titularidade de suas Delegacias constitui ato administrativo discricionário do titular da Instituição, realizado sempre visando ao incremento da gestão das diversas unidades policiais. Já a secretaria de Estado de Segurança Pública (SSPGO) informou que toda alteração realizada nos comandos e titularidades das forças de segurança que compõem a estrutura da SSPGO é prerrogativa do Comando Geral e Diretoria Geral de cada corporação e instituição.

Circulação dirigida em Brasília, municípios goianos do Entorno do Distrito Federal e Goiânia. As matérias assinadas não representam, necessariamente, o ponto de vista deste jornal, sendo estas de responsabilidade de seus autores.

Matriz (Brasília): Qd. 2, Conjunto G, Casa 25, Candangolândia - CEP 71725-207 / Sucursal (Luziânia): Rua Padre Primo, sala 03, nº 67, Centro


Editora Comunicação e Marketing Ltda - Fone: 61 9 8124-1033 CEP 72800-620

  • whats
  • Facebook - Grey Circle
  • Twitter - Grey Circle
  • YouTube - Grey Circle
  • Instagram - Grey Circle