Juntos Podemos MAIS


O cenário das eleições em Luziânia ganha um novo desenho com a aliança entre a prefeita interina, professora Edna (Podemos) e Eládio Carneiro (PSL). A junção dos dois partidos foi benéfica para todo município, menos para o candidato do DEM e seus simpatizantes, que não saíam do “sapato alto” e, agora, tem sua eleição, ameaçada, ou seja, se a situação já não era boa, imaginem nesse atual quadro de disputa pelo Executivo local. Edna lidera as pesquisas e tem ao seu lado o candidato que mais cresce em aceitação popular.

Ponta pé da Campanha

Tem início no domingo, dia 27 de setembro, as campanhas políticas nas ruas e nas redes sociais, tanto para candidatos a prefeitos, como vereadores. Chegou a hora de cada município brasileiro conhecer a cara de seu postulante ao Executivo e Legislativo. Em Luziânia, a quinta maior cidade de Goiás, o eleitor já se mostrou disposto a renovar seus representantes, pelo menos, é o que aponta as primeiras pesquisas de intenção de voto. O voto é o responsável pela mudança que queremos!

Rádio e TV

A campanha eleitoral gratuita de rádio e TV terá início no próximo dia 09 de outubro e prossegue até o dia 12 de novembro, três dias antes da votação propriamente dita, de colocar o voto na urna eletrônica – tempo suficiente para que as pessoas reflitam e analisem minunciosamente seu futuro representante.

Derretendo...

O deputado estadual, Wilde Cambão (PSD), afilhado político do prefeito afastado, Cristóvão Tormin, e seu grupo, assediou por diversas vezes o candidato do PSL, Eládio Carneiro, oferecendo o cargo de vice, na chapa majoritária, mas não deu certo, e agora Cambão vê sua candidatura derretendo e com grandes possibilidades de não decolar. Hoje, ele é o candidato que mais sofre com os reflexos negativos das mazelas deixadas pelo prefeito afastado de Luziânia.

9 visualizações0 comentário