Edna se mostra preparada para ser a primeira mulher eleita prefeita de Luziânia


A candidata a prefeita de Luziânia, Professora Edna (podemos), da coligação Juntos Podemos Mais, foi quem mais se destacou melhor no debate promovido quinta-feira, dia 11, pela Rádio Supra FM. Durante o desenrolar de todos os blocos do debate, desde a apresentação dos candidatos ao confronto de ideias, Edna demonstrou firmeza, conhecimento em gestão pública e competência para trabalhar, mesmo enfrentando muita descriminação por ser mulher. Participaram também Wilde Cambão (PSD), Duda Lemos (Pros), Alex Meirelles (Patriota) e professor Lukas (PSol).

Dos seis candidatos a prefeito de Luziânia, apenas Diego Sorgatto (DEM), da coligação Juntos Para Mudar Luziânia, não compareceu e nem apresentou justificativa de sua ausência a diretoria da emissora no debate em que todos os postulantes ao Executivo luzianiense apresentaram ao eleitor suas propostas de governo. Pela segunda vez Sorgatto se esquiva do debate numa demonstração de desrespeito ao morador do município. O candidato Duda Lemos (Pros), uma vez por outra, lembrava a falta do candidato do DEM e não media as palavras para chamá-lo de “bunda mole”, “medroso”, “playboy”, entre outros adjetivos.

Confronto de idéias

No bloco em que um candidato faz pergunta ao outro, o professor Lukas, do Psol, questionou porque Edna, como vice-prefeita do governo Cristóvão Tormin, não teve participação efetiva nas buscas de melhorias para Luziânia. Edna foi direta e sem rodeios disse “fui podada, isolada”. Ela afirmou ainda que foi muita discriminada no governo e contou que até os secretários do prefeito tinham medo de represálias por atender suas demandas e, além disso, Edna ressaltou que não teve apoio nenhum dos deputados que representam o município. As pessoas que seguiram o debate pela internet aplaudiram e elogiaram as palavras da candidata.

Nos temas Saúde, Educação e Transporte quase todos os candidatos se alinharam em uma mesma linha de raciocínio de uma saúde pública caótica e ineficiente, apenas Wilde Cambão (PSD), tentou aliviar o problema, enumerando as obras físicas do governo Cristóvão nessa área, inclusive, a construção do próprio hospital (Wilde foi secretário de obras). Fora isso, os outros reconheceram a precariedade da saúde pública do município, criticaram a estadualização do hospital municipal e apresentaram como solução a construção de outras unidades hospitalares, como hospital materno infantil e de algumas especialidades médicas.

A questão da valorização do professor tomou conta das discussões sobre a Educação, ou seja, foi quase um consenso a afirmação de que melhorar o salário e as condições de trabalho desse profissional é o caminho para se chegar a um ensino público de qualidade. Já sobre o tema Transporte público as críticas foram inúmeras sobre os gestores municipais que deixaram chegar o setor ao caos, sem praticamente ônibus no município. O candidato Duda Lemos foi enfático e atribuiu todo o descaso a um empresário local, e sem citar o nome, mas deixando a entender que se trata do empresário Geraldo Caixeta.

Segundo Duda Lemos o referido empresário faliu o sistema de transporte do município e enriqueceu no governo de vários gestores municipais. “Agora ele está apoiando o “playboy” e deve estar por trás da proposta de tarifa zero”, deduziu o candidato. Duda Lemos aproveitou e mandou um recado de que em seu governo, isso vai acabar, porque uma de suas propostas é pôr fim a esse tipo de negociação dentro da prefeitura do município. Todos os outros candidatos concordaram com Duda de que transporte público com tarifa zero é irreal e inviável.

Circulação dirigida em Brasília, municípios goianos do Entorno do Distrito Federal e Goiânia. As matérias assinadas não representam, necessariamente, o ponto de vista deste jornal, sendo estas de responsabilidade de seus autores.

Matriz (Brasília): Qd. 2, Conjunto G, Casa 25, Candangolândia - CEP 71725-207 / Sucursal (Luziânia): Rua Padre Primo, sala 03, nº 67, Centro


Editora Comunicação e Marketing Ltda - Fone: 61 9 8124-1033 CEP 72800-620

  • whats
  • Facebook - Grey Circle
  • Twitter - Grey Circle
  • YouTube - Grey Circle
  • Instagram - Grey Circle