ESTRÉIA



(RE)APRESENTAÇÃO

Como é do conhecimento de algumas pessoas, escrevi durante muitos anos em alguns importantes veículos comunicativos da cidade, em parcerias que começaram com Humberto Roriz e Luiz França, depois Walteir Taveira, e por último com Roberta Dantas na Revista ATUAL. Parei uns tempos, numa espécie de ano sabático, e me vi tentado a voltar após um convite do Dr. Eládio Carneiro que me apresentou um projeto onde o papel foi aposentado e a imprensa cem por cento online colocada no lugar.

Gostei tanto da pegada tecnológica quanto da preservação da natureza, que não terá que se sacrificar para que possamos levar nossas mensagens até os senhores leitores. Sobre os demais aspectos do projeto, e para não passar o carro na frente dos bois, deixarei tais informações sempre por conta do Dr. Eládio, também colunistas do Repórter Político.


ELEIÇÕES 2022

Com relação às campanhas presidenciais prevista para o próximo ano, tenho notado um fenômeno que seria risível, não fosse trágico; Temos um presidente que é assumidamente candidato à reeleição, e alguns “canditáveis” se alvoroçando. Sobre esses possíveis candidatos, todos eles tem trabalhado a mesmíssima plataforma, que é desconstruir Bolsonaro. Ao invés de apresentar seus potenciais, qualidades e projetos, optam por bater bater e bater. Sobre o candidato do PT, é até compreensível, pois ele foi presidente por dois mandatos, elegeu uma sucessora por mais dois, e nem preciso aqui comentar como foi seu governo, né? Todos nos lembramos muito bem dos desastres administrativos, das corrupções descontroladas e sem limites, e das mentiras pra iludir a população mais humilde. Então lhes resta fazer os eleitores crerem que o presidente atual está fazendo um governo ainda pior que o deles. Tarefa inglória, eu diria, porque o que o Sr. Jair Messias tem demonstrado é um governo sério, competente, e forte o suficiente pra enfrentar todos os seus detratores, que não são poucos, afinal ele mexeu nos interesses de muitos peixes graúdos. Mas excluindo os petistas, os demais estão indo na contramão, porque deveriam estar tentando ajudar o governo atual, e não ficar articulando tentativas infrutíferas de imprimir descredito para o mesmo. Dessa forma poderiam estar se credenciando como boas opções de candidatos.

FUTEBOL

É duro admitir, mas vou repetir aqui uma frase que nem é minha: O Flamengo ganha esse campeonato carioca até com um pé nas costas.

COVID

A enxurrada de informações controversas nos faz chegar apenas a uma conclusão – ninguém sabe nada sobre essa doença. E é por isso que devemos torcer e rezar pra que essas vacinas realmente amenizem o problema o suficiente e assim podermos esperar pelo menos mais uns três anos, que seria o tempo necessário para os cientistas complementarem os estudos e as pesquisas no sentido de definir padrões uniformes tanto para tratamentos preventivos quanto aqueles que visem a cura.

COVID II

Tenho percebido um certo espanto da populacha ao observarem pessoas ricas e famosas morrendo na mesma proporção dos menos afortunados pelo vil metal bem como os desprovidos de sucesso. Antes de falar em “doença democrática”, peço que voltem ao artigo acima para entenderem melhor. Esse fato simplesmente ilustra o enunciado, pois não adianta ter dinheiro ou outros privilégios, porque não existe conhecimento suficiente no mundo pra imputar um tratamento eficaz.

40 visualizações0 comentário