Eleições, História, Futebol, entre outros assuntos




ELEIÇÕES 2022

Na segunda dezena de maio aconteceram dois fatos muito favoráveis à reeleição de Jair Bolsonaro. A primeira foi uma pesquisa divulgada por um certo instituto chamado Datafolha, ligado à um jornal de São Paulo ( jornal esse muito prejudicado pelo presidente, que decidiu não mais dedicar verbas bilionárias pra imprensa), e esse instituto afirma que o presidente perde com folga as eleições em qualquer quadro sugerido. Essa notícia é ótima para o presidente porque essa empresa tem um histórico de erros sem precedentes no Brasil. Erram tudo. Nas últimas eleições por exemplo, davam como certa a derrota no segundo turno ante qualquer um dos candidatos que se apresentavam na época. E o resultado todos sabem muito bem; uma vitória retumbante e incontestável de Bolsonaro. Em assim sendo, essa é mesmo uma excelente notícia. O outro acontecimento animador para o atual presidente e seus seguidores, foi uma manifestação planejada pela oposição, e que teve uma adesão pífia se comparada com as várias patrocinadas pela galera da situação. E nem as inúmeras pessoas pagas com algum parco numerário acompanhado de um pão com mortadela e Ki suco, conseguiram criar um aglomerado expressivo.


HISTÓRIA DE LUZIÂNIA

Houve um tempo, há algumas dezenas de anos atrás, naquela época em que os homens usavam terno e gravata em quaisquer situações mesmo as mais corriqueiras como sair de casa pra fazer alguma compra, que a moda em Luziânia era andar com a gravata devidamente colocada no pescoço, mas com a ponta jogada sobre o ombro. E interessante foi a forma com que esse formato se popularizou tanto. Ocorre que as famílias abastadas invariavelmente mandavam seus filhos irem complementar os estudos em São Paulo ou no Rio de Janeiro, em função de não termos no Estado de Goiás da época nenhuma faculdade. E um desses rapazes, advogado recém formado, voltou pra cidade para apresentar seu diploma e iniciar com a profissão exatamente durante os festejos da Festa do Divino. Obviamente foi muito festejado e comentado, pois era um status a que poucos tinham acesso. Caminhando pela cidade e ao transitar pela Praça Raimundo Melo, resolveu tomar uma água nas 3 Bicas, e para não molhar a ponta da gravata jogou-a sobre o ombro. Bebeu a água e saiu tranquilamente mas se esquecendo de voltar o acessório para o local de praxe. Foi visto dessa forma por algumas pessoas e aí deu no que deu. À noite, durante a festa, todos os rapazes estavam com as pontas de suas gravatas acomodadas sobre o ombro, muito chiques e lampeiros. A moda as vezes surge da forma mais inusitada, e costuma ser reeditada de tempos em tempos. Será que essa volta?


MOVIMENTOS, TRABALHOS E AFINS

Tá tudo tão parado por aqui. E já estamos em junho.


FUTEBOL

Goiás teve um campeão inédito – Grêmio Anápolis. Nossos parabéns. No carioca, o goleiro do Fluminense num dia de desapego, benevolência e espirito de altíssima solidariedade, doou três gols para o Flamengo dando-lhe de quebra mais um título, como se já não os tivesse bastante. E começaram os nacionais. As sensações da segunda divisão- Cruzeiro, Vasco e Botafogo, já apresentaram o cartão de visitas. Na primeira rodada os dois primeiros perderam e o terceiro empatou jogando em casa. Ao que parece, estão destinados a serem as “sensações” da terceira divisão no ano que vem.


FILOSÓFICA

Alguém disse: “Quero ir logo. Tenho pressa de entender o mundo. E isso não é possível permanecendo onde estou”. Confesso que não entendi.


23 visualizações0 comentário